Curadoria Curated by Ezequiel Santos

Fevereiro February 2018


Uma proposta que visa construir e apresentar mapas de possibilidade para a dança contemporânea. O movimento e o seu pensamento serão o núcleo e o pretexto para articular um programa que envolve apresentações, encontros coreográficos e debates. A sua estrutura fundamenta-se em três eixos que propõem visões com distintos tempos de resolução:

-  Eixo visibilidade, através da apresentação de coreógrafos internacionais, oriundos de geografias díspares, com obras de referência e com menor representação em Portugal;

-  Eixo experimentação, repondo ou estreando obras de autores em que a maturidade artística se une ao ensejo de investigar através do corpo e do movimento;

-  Eixo emergências, mostrando propostas de coreógrafos emergentes e que estão em fase laboratorial no seu processo criativo.

A edição zero, ou experimental, de Cartografias teve início em Novembro de 2017 com a apresentação de artistas emergentes que participaram no PEPCC, programa de formação anterior levado a cabo no Forum Dança. Neste segundo momento, em Fevereiro de 2018, O Cartografias #0 apresenta um cartaz centrado nos eixos visibilidade e experimentação: durante os dois últimos fins de semana acompanharemos o pensamento de criadores que se interrogam sobre a arte da dança na actualidade e a sua articulação com a filosofia, a ligação ao mundo natural e a afirmação da componente política do movimento.

Começaremos por apresentar duas visões da relação possível da dança com a filosofia: a da investigadora Ana Mira, com uma reflexão sobre o corpo dançante a partir das noções filosóficas de sensível e de afecto primitivo, e a de Hugo Calhim Cristovão & Joana von Mayer Trindade que conversarão acerca do projecto coreográfico “Da insaciabilidade do caso ou ao mesmo tempo um milagre” apresentando-nos a publicação dele resultante.  O primeiro dia encerrará com uma performance de Manoel Barbosa, nome histórico da performance art em Portugal, num momento que pretendemos celebrativo.

A presença portuguesa neste Cartografias#0 continua ainda com duas reposições de Vânia Rovisco e João dos Santos Martins, em propostas caracterizadas por um forte sentido de revisitação histórica e política à performance em Portugal nas últimas três décadas. Por fim, o colectivo coreano BARINAMO estrear-se-á em Lisboa apresentando uma proposta que intersecta os formatos da performance e da instalação, inspirada por uma residência artística de dois meses nesta cidade, e que prossegue a sua vontade de investigar sobre o ambiente físico natural e o corpo metafórico. Entre a visibilidade e a experimentação, esta é igualmente a linha pela qual pretendemos continuar o Cartografias no seu percurso #1, em Outubro deste ano: a dança errante e atenta ao mundo e que reage a outras ecologias para além do palco.


A proposal that aims to build and present maps of possibility to contemporary dance. Movement and its thought will be the nucleus and the pretext to articulate a program that includes performances, choreographic encounters, and debates. Its structure builds upon three axes that propose views with distinct resolution times:

- Axis visibility, through the presentation of international choreographers, coming from diverse geographies, with reference works and less representation in Portugal:

- Axis experimentation, premiering or restaging works of authors in which artistic maturity is allied with the desire to investigate through body and movement;

- Axis emergence, showing proposals of emerging choreographers, who are in a laboratorial phase of their creative process.

Edition zero, or experimental, of Cartographies took place in November 2017 with the presentation of emerging artists who participated in PEPCC, a training program that happened in Forum Dança. On this second occasion, in February 2018, Cartographies #0 presents a programme centered on the visibility and experimentation axes: on the last two weekends of the month, we will follow the thought of creators that question themselves about the art of dance today, its articulation with philosophy, its connection to the natural world, and the affirmation of the political component of movement.

We will start by presenting two visions of the possible relation of dance to philosophy: that of the researcher Ana Mira, with a reflection on the dancing body from the philosophical notions of sensitive and primitive affection, and that of Hugo Calhim Cristovão and Joana von Mayer Trindade who will talk about the choreographic project “Of the insatiability of the case or at the same time a miracle”; presenting us the resulting publication. The first day will end with a performance by Manoel Barbosa, a historical name of performance art in Portugal, as a moment we intend to be celebrative.

The Portuguese presence in Cartografias # 0 continues with Vânia Rovisco and João dos Santos Martins, whose proposals are characterized by a strong sense of historical and political revisitation to performance in Portugal in the last three decades. Lastly, the Korean collective BARINAMO will premiere in Lisbon, presenting a proposal that intersects the formats of performance and installation, inspired by a two-month residence in the city, that continues their will to investigate the natural and physical environment, and the metaphoric body. Between visibility and experimentation, this is the line on which we intend to continue Cartographies on its route #1 in October 2018: a dance that is wondering and attentive to the world, and that reacts to other ecologies besides the stage.

 

17.02.2018 18.02.2018 20.02.2018 - 24.02.2018 24.02.2018 25.02.2018

FORUM DANÇA
18h
entrada livre| free entrance

* Conferência Conference
" Afectivo primitivo, um estudo sobre a potência do corpo que dança a partir de Nietzsche segundo Deleuze."
Ana Mira

* Apresentação do projecto artístico + publicação "Da insaciabilidade no caso ou ao mesmo tempo um milagre"
Presentation of the artistic project +publication " Insaciability in the case or at the same time a miracle"
Hugo Calhim Cristovão & Joana von Mayer Trindade

 

FORUM DANÇA (NÚCLEO)
19h30
entrada livre| free entrance

Performance - exibição única / single presentation

"FRAASZL (Vortex II)"
Manoel Barbosa

FORUM DANÇA
19h30
3€

Conferência-performance-instalação
Conference-performance-instalation*

"dança da crise ou talvez ele pudesse pensar primeiro e dançar depois ou como fazer coisas sem dança ou Oldschool#40 (2015)"
de e com João dos Santos Martins após um convite de Susana Pomba
by and with João dos Santos Martins after an invitation from Susana Pomba


FORUM DANÇA
19:30-22:30
(24.02.2018 – 13h-16h)
50€

Workshop
Transmissão XI
"Il Faut Danser Portugal" de António Olaio (1985)
Vânia Rovisco

FORUM DANÇA
19h30
3€

Espectáculo Performance
" <Jardim da Estrela>"
BARINAMO

FORUM DANÇA
19h30
3€

Espectáculo Performance
"REACTING TO TIME, portugueses na performance/ portuguese in performance
– Il faut danser Portugal, António Olaio"
Vânia Rovisco

* Esta actividade decorrerá em Português. This activity will be held in Portuguese